Terça-feira, 26 de Junho de 2007

"Mulheres trabalham mais após terem filhos"

Na sequência da conversa do blog Dezembro e da noticia do DN em que se dizia que as mulheres portuguesas trabalham mais, por necessidade, depois de terem os filhos, decidi deixar aqui a minha expressão de tristeza e até insegurança...  

Cada vez mais a gravidez é vista como um mal que atrasa a economia do país e as mães sentem necessidade de quando voltam ao trabalho superar as expectativas e o que esperam de uma mãe recente. Infelizmente não são respeitados os seus direitos e ouvidas as suas necessidades e como não há volta a dar a isso, pelo menos a curto prazo, temos de nos ir adaptando.

É triste ...

...Sinto-me insegura porque a verdade é que terminei a licenciatura em biologia em 2005 e não vejo grandes perpectivas de vir a desenvolver carreira nesse ramo. Claro que me sinto uma previligiada por não passar necessidades e agora poder usufruir de todo o meu tempo para cuidar da Barriguitas e do CutxiCutxi.

Quando terminei o curso e vi que não iria arranjar trabalho tão rápido como esperava na área que queria, eu e o Papá decidimos iniciar a nossa vida a três. Claro que agora com a surpresa que o CutxiCutxi nos fêz vou atrasar mais ainda o ínicio de uma carreira profissional...mas acredito que tudo se encaminhará :)

 

"O resultado é que algumas mulheres com estudos começam a sentir-se envergonhadas e culpabilizadas por ficarem grávidas, como se se tratasse de uma complacência à qual têm direito. Abordam o parto e as tarefas iniciais da maternidade num estado de espirito profissional, decididas a fazer as coisas bem, mas preocupadas em voltar aos verdadeiros desafios da vida passados alguns anos, meses ou mesmo semanas. Os filhos representam uma interrupção da sua vida «real»" 

 "Mães- um estudo antropológico da maternidade"

 

gavetinhas: , ,
Quinta-feira, 21 de Junho de 2007

Eu, a Mamã

Sou uma mãe muito recente, para mim a experiência da maternidade começou em Março de 2006 e hoje já tenho comigo uma menina linda e muito simpática que me alegra os dias com sorrisos lindos. Tenho 24 anos e foi com 23 que eu e o Papá decidimos iniciar-nos nesta aventura mágica da maternidade. Foi com enorme alegria que soubémos que tudo correra bem e os nossos cálculos tinham batido certo e no dia 16/04/2006 (Dia de Páscoa) demos a notícia da vinda da Barriguitas, que iria chegar em Dezembro desse mesmo ano.

Para além da minha menina Barriguitas, com 6 meses, tenho ainda o prazer e a alegria de ter o CutxiCutxi que é o mais recente membro da familia, ainda com 14 semanas e 6 dias de gestação. A sua história foi um pouquinho diferente da da irmã. Esta gravidez não foi planeada e tive uma surpresa enorme quando soube que estava novamente grávida, primeiro a surpresa, depois o susto, o medo, as preocupações tudo com um misto de alegria pelo meio. O Papá também ficou preocupado, não só por ter sido inesperado mas acima de tudo porque a Barriguitas nasceu de um parto de cesariana, supostamente deveria ter esperado cerca de 2 anos até engravidar de novo.

Mas agora tudo está bem e aceitámos o CutxiCutxi com grande entusiásmo e estamos anciosos por saber o sexo, é que isso ainda é surpresa...

 

Diz a mamã minhabarriguita às 16:22
dá a mão | encher a barriga de mimos | xi-coração

Saudação de boas vindas

Benvindos ao meu blogue!

Aqui terão a oportunidade de acompanhar a minha experiência de maternidade que começou em Março de 2006, juntamente com o Papá desta família, contando actualmente com a Barriguitas sempre bem disposta e sorridente e com o Cutxicutxi com 14 semanas e 6 dias de gestação.

::a minha barriga

::Novembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

::sinais de vida

:: "Mulheres trabalham mais ...

:: Eu, a Mamã

:: Saudação de boas vindas

::gavetinhas

:: todas as tags

::gavetas abertas

:: Novembro 2007

:: Setembro 2007

:: Agosto 2007

:: Julho 2007

:: Junho 2007

::mãos dadas

::pesquisar

 

::Fazer olhinhos

blogs SAPO

::subscrever feeds